quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Livro Jane Eyre


Jane Eyre - Charlotte Brontë
Jane Eyre é uma menina órfã que vive com sua tia, a sra. Reed, e seus primos, que sempre a maltratam. Até que, cansada do convívio forçado com a sobrinha de seu falecido esposo, a mulher envia Jane a um colégio para moças, onde ela cresce e se torna professora. Com o tempo, cresce nela a vontade de expandir seus horizontes. Ela põe um anúncio no jornal em busca de trabalho como governanta. O anúncio é respondido pela senhora Fairfax, e Jane parte do colégio para trabalhar em Thornfield Hall. Lá, ela conhece seu patrão, o sr. Rochester, um homem brusco e sombrio, por quem se apaixona. Mas um grande segredo do passado se interpõe entre eles.

O único livro que eu já li parecido com esse foi Morro dos Ventos Uivantes, mas só no que diz respeito à narrativa porque o enredo é completamente diferente. É impossível não sentir revolta e pena na primeira parte do livro, que se refere à personagem principal (Jane), assim como também é interessante ver as maneiras que ela conseguiu mudar o seu destino, sempre corajosa e perseverante, além do que o final, apesar de previsível, tem lá suas surpresas. Recomendo este livro a todos que gostam de escritas bem detalhadas e com aquela pitada da escrita antiga inglesa. Outro fato interessante é que no início do livro aparecem anotações de um tal de Currer Bell, que, posteriormente, descobri que se tratava do pseudônimo utilizado pela escritora para publicar seu livro. As três irmãs  Brontë (Charlottë, Emily e Anne), responsáveis por grandes romances ingleses, usavam pseudônimos para publicar seus livros para preservar sua identidade, uma vez que naquela época poderiam ser julgadas de maneira incorreta, onde o preconceito contra as mulheres era bastante grande.

Nota:

Fonte: Wikipédia, Skoob

Um comentário:

  1. Excelênte post! Coitada da Jane sofreu a vida toda e ainda se apaixona por um cara bronco. O blog está demais.

    ResponderExcluir

Comente!